Amigos do Rogers

23 de fevereiro de 2013

Sobre o 'Manicômio', por Fernanda Bastos

"Terminei ontem a leitura e gostei bastante. Me identifiquei com váaaaaarias passagens de vários contos.

O que mais me atraiu na leitura foi o valor memorialista da narrativa. Acho que isso é uma característica própria dos mineiros. Existem até livros e teses sobre isso. Enfim... Nesse aspecto, me identifico. O retorno às origens e à memória é muito poético e me emocionou bastante. 

Achei extremamente interessante o fato de alguns contos retomarem e "justificarem" alguns acontecimentos de contos anteriores. Essa "sacada" enriquece a narrativa, é inusitada e prende o leitor. Dá vontade de continuar lendo para solucionar mais casos...

Os meus favoritos são Clarissa (pela poesia da história), O mundo desencantado de Desseres (me identifico com a estrutura do conto, com o caos que se reúne e é construído por símbolos, significantes e significados), Um voo entre as estrelas e o chão (achei o conto excitante (!!!) e gosto da forma como ele se conclui... reticente), Amor-perfeito (adoro a simbiose da forma da escrita casando com o conteúdo do conto), A última revolta de Jesus Cristo (gosto a ironia do conto).

Outro aspecto que me interessa no seu livro é a concretude da escrita: a forma como o texto vai se distribuindo no papel, deixando espaços, criando imagens e, às, vezes, dizendo mais do que a própria história.

Bom, essa é a minha sincera opinião. Tive uma leitura extremamente prazerosa: fui das lágrimas, às lembranças, ao fundo do baú, ao tesão, ao riso, ao cérebro, à paixão, à dor-de-cotovelo, à desesperança".

[ Fernanda Bastos ]



[ Um Manicômio, com loucos e tudo, por apenas R$ 19,90, e com frete incluso? Sim, AQUI ]