Amigos do Rogers

9 de agosto de 2013

Amigos



Se eu pudesse dar um conselho pros jovens (aí incluo as crianças e os adolescentes), eu diria: faça amigos. Faça amigos enquanto são novos. Façam amigos entre seus vizinhos, família, familiares. Faça amigos na escola e no bairro. Depois de adultos fazer amigos é um tarefa difícil, quase impossível. Adultos são chatos. Adultos arrumam desculpas pra tudo. Adultos se preocupam demasiadamente com coisas importantes como ganhar dinheiro e trabalhar (pra ganhar dinheiro), mesmo que a maioria nunca vá conseguir alcançar seu objetivo. Adultos não estão interessados em coisas desimportantes como ser feliz e aproveitar a vida. Adultos estão sempre cansados. Adultos estão sempre com dor de cabeça. Adultos fingem pra si mesmos nunca terem tempo. Adultos são desconfiados. Mulheres sempre enxergam, numa abordagem masculina, interesses sexuais. Adultos raramente conversam e se conhecem despretensiosamente. Homens adultos, em sua maioria, conversam apenas sobre futebol. Mulheres adultas, em sua maioria, conversam apenas sobre seus homens. A espontaneidade é algo raro no mundo dos adultos. Adultos são interesseiros e oportunistas. Adultos são corruptos e facilmente corruptíveis. Adultos são chatos. A sociedade exige do adulto que se encaixe num modelo moralista e hipócrita de ser. E os adultos, tão obedientes, se encaixam. Os adultos estão muito preocupados em se encaixar num modelo. Adultos são cínicos e, iludidos, confundem cinismo com inteligência e sabedoria. Adultos não são inteligentes. Adultos adoecem demais. Adultos morrem antes dos seus corpos perecerem. Os maiores medos dos adultos são: morrer e parecer ridículo. Se eu pudesse dar um conselho pros jovens, eu diria: não se tornem adultos. Mas, como isso é impossível, eu aconselho: façam amigos enquanto novos porque, quando adultos, serão eles a razão dos seus poucos momentos de felicidade.