Amigos do Rogers

7 de março de 2014

Estou lendo...

De quando você compra um livro só porque ouviu falar vagamente do autor, começa a lê-lo assim despretensiosamente e ele surpreende você: é o que está acontecendo com a leitura de O conto do amor (Contardo Calligaris) que, apesar do título, é um romance de suspense, busca e amor (embora não necessariamente o amor romântico seja o tema principal da narrativa). O livro é uma espécie de O código da Vinci, só que bem menos pretensioso, cuja trama envolve a busca de um filho pelo passado de um pai e, de quebra, artistas italianos do Renascimento. Com linguagem simples, clara e sem rodeios, funciona como um thriller policial sem polícias e bandido. Sugiro!